9 de set de 2009

Pouco Curioso



    A menina chegou perto da mãe com os olhos cor de mel brilhando de entusiasmo ansiando por uma afirmativa dizendo: "Filhinha, o Papai Noel vem hoje!".
A menina teve seu desejo satisfeito escutando o que esperava escutar.
    Após o horário de dormir ela não estava dormindo. Ela queria que queria ver o Papai Noel.
Esperou muito.. A esperança ainda jazia em seu pequeno coração e a vontade de ver aquela figura mágica era mais forte do que muitas coisa na vida, menos para o sono.
Adormeceu.. Acordou assustada ouvindo passos pela sala. Espiou rapidamente.. Reconheceu naquela figura uma forma conhecida. Era o papai Noel? Não.. era papai mesmo.. Sua capacidade de analisar os fatos não poderia ser enganada pela fantasia mal feita naquele homem magrelo.
Tirou suas próprias conclusões e chegou a um resultado pouco curioso: Papai Noel não existe. Existe mentira.

6 de set de 2009

Meia Liberdade

O ser humano quando se viu diante de outro semelhante encontrou-se face a face com o problema da sobrevivência. Conviver em grupo não é uma tarefa simples, as pessoas agem diferentes em situações diferentes. Daí surge um atrito que pode acabar em uma guerra, revolução, assassinato, adultério abuso de poder e  entre outros. E como evitar o caos social? A partir do momento em que as relações humanas foram ficando mais complexas alguns indivíduos se destacaram entre as populações. Geralmente, tais pessoas eram dotadas de poder intelectual (anciões) ou poder militar (chefes militares). Enfim, quando eu penso que se eu quiser fazer tudo o que eu quero estou a caminho do caos social, portanto eu tenho que impor limites a minha liberdade. Imagine se todos saíssem matando por ai matando por qualquer motivo ou pegando as coisas do semelhante sem permissão. Daí entra a importância do Ancião ou do Chefe Militar ou até mesmo de um grupo destacado de seres sociais. Essas entidades desenvolvem as regras, mais tarde chamadas leis, que controlarão a vida social, limitando as liberdades, porém , propiciando a vida em sociedade. A partir do momento que as regras começam a se tornarem mais complexas, graças a diversificação das relações sociais, a sociedade passa por mudanças para que as regras (leis) possam ser criadas, revisadas e pricipalmente cobradas. Surge então a força policial e um corpo encarregado de criar e julgar. Quando mais as relações sociais ficam complexas, mais essas instituições tendem a crescer e então temos a criação de um Estado para o controle social, pricipalmente para regulamentar a propriedade privada e evitar a desordem social (caos social).


Atualmente o próprio estado vive um caos social. Ele perde a credibilidade e se transforma em palco de escândalos graças a cidadãos indevidamente eleitos pela maioria. E então? O que fazer para que o estado cumpra o papel o qual prezamos?


Revolucionar pensamentos, essa me parece uma boa idéia!