17 de ago de 2011

Mundo desmedido

Um grande salto é um tremendo e incontestável avanço. Mas, por trás da glória jaz deficiência, vulgo problema desmedido.

Por isso um grande e exacerbado salto, uma extravagante pirueta por cima do indesejável, este com uma mantra encrustada de problemas. Assim, indelicadezas para trás e uma estrada em calmaria. Um atrevido pulo para a felicidade.

A técnica comumente usada é conhecida como "o mundo é meu". Consiste em fones de ouvidos e atenção voltada para o interior. Reflexões individualistas desconexas com a exterioridade, tudo sincronizado com uma empolgante música ao gosto do indivíduo.

O uso continuo suprime problemas imediatos. Estes são constantes e portanto o ato é crônico.

Assim, tenho medo quando esses senhores caminham pelas ruas, aparentemente distraídos. Sente-se a corrente de ar dos veículos em alta velocidade e tais indivíduos ali por perto, cabisbaixos, descuidados.

Concluí que trata-se de confiança. Esta reduzida a um contrato de não agressão mútua. Você não estraga meu mundo e eu não estrago o seu. Quero meu carro inteiro e você seu corpo perfeito. Esse é o tratado de não invasão aos âmbitos individuais, a diplomacia neomoderna.