1 de set de 2011

Social vibe

Entenderia o mundo como um conjunto de hordas perdidas em seus interesses solitários ou coletivos. Divisões territoriais conflituosas e seres poucos entendidos das coisas e sobre si mesmos.

Imagino que decisões estúpidas só podem ser tomadas por um conjunto desprovido de inteligência própria, o qual atuaria unicamente por instinto, convenção ou ordem. Nesse caso, aproxima-se de uma ideia apocalíptica, construída por uma sociedade zumbi.

Cidades zumbis, frequentadas por uma horda de mortos (talvez quase), providos de impulsos elétricos pouco racionais e adeptos de uma obediência cega e burra. Hora comendo uns aos outros, hora vagando por aí através de ordens pouco explicadas mas profundamente necessárias.

Cidadãos invocados por uma grande situação de necromancia, estado o qual é entendido por certos valores que direcionam a vida vigente.

28 de ago de 2011

Mirabel

Ao nascer
Mirabel nasceu em uma árvore torta, desfolhada e chamuscada. O grande incêndio da primeira noite de verão selou sua vinda ao mundo, com isso quase tirando seu breve momento de vida.

Ao completar certa idade ele caiu no chão. A árvore, avariada, não o sustentava mais como deveria e, prematuramente, Mirabel foi para a terra. Por sorte caiu de pé, por pouco não ralando os joelhos ou batendo com a cabeça.

O mundo
Andava distraído e distribuindo sorrisos. As pessoas, o acusando com um olhar de superioridade, diziam que Mirabel avariou algo em sua cabeça ao cair de árvore. Ele encarava tudo com naturalidade, desejava descobrir o motivo das chacotas mas não se preocupava com a situação.

Sem preocupação e por bondade, tentou explicar que não havia nada de errado. Mas Mirabel não tinha dinheiro para atestar de acordo com a medicina.

O rio
Passou perto do rio e viu que havia algo de errado. Mirabel prendeu a respiração e não bebeu da água. E assim foi pelo tempo que durou sua vida, pois não possuía recursos viáveis ou dinheiro para adquirir filtros ou água potável.

Moda
Era crente na aparência das pessoas e por isso não haveria de se surpreender tão cedo. Entretanto, descobriu a tintura de cabelo e outros métodos de modificar o corpo. Assim, viu que pessoas são travestidas do jeito que desejarem.

Aquela que era loira na verdade é ruiva. E a morena era castanho claro. Mirabel estranhou, mas nem por isso quis fazer o mesmo ou discriminar atitudes.

Arco-íris
Observou que pessoas pulavam de casa em casa sem menores problemas, recusando propostas e procurando ouro em lugares cada vez mais longe e sujos. Mirabel foi tentar fazer o mesmo e, como recompensa, foi linchado.


Cadáveres
Mirabel estranhou como indivíduos ganhavam dinheiro enfeitando cadáveres. Não entendia porque haveriam de enterrar algo tão trabalhado e caro.

Teatro
Ele compreendeu uma certa vocação para atores e atrizes na maioria das pessoas. Espiava casas, trabalhos e becos escuros. Via discrepâncias.

Então Mirabel engajou-se nesta arte. E assim foi atrás do seu próprio pote de ouro. Com o primeiro cliente, o trabalho foi entusiasmado e rendeu resultado.

Por fim, Mirabel morreu em uma avenida sem nome, vítima de problemas pessoais resultantes de seu primeiro e único emprego.

Casa
A árvore torta, desfolhada e chamuscada ainda perdurou por uma semana. Enquanto isso, o corpo de Mirabel permaneceu na rua por quinze dias, sem ninguém tocar e olhar. Por fim, a chuva lavou o que restou de sua mortalidade.