18 de jan de 2011

Gananciosos, Vampiros

Fúnebres partes encobertas de mato, velhas tumbas saqueadas, sem mais metais incrustados. Supostas gárgulas vigilantes no topo dos mausoléus e alguma terra úmida do último cadáver a ser enterrado.

Caminhando entre cruzes coloridas, pontilhadas de lama seca e negra. Ossos de um cadáver revirado, uma cova arrombada. Seus pertences extraviados.

Por aqui, morrer em paz é um mito.