25 de mar de 2012

Ócios e dessabores

Tudo não passa de um sistema autônomo. Sorrisos dos auto-suficientes e, aos fracassados, aconchego embaixo do tapete. 

Jatos rápidos e ônibus lotados, pois nem tudo convém do agrado. Que tal documentos falsos e sonhos frouxos? Afinal, o sol é mais forte para os desolados. 

O inverno faz-se necessário.

Renegar os solitários, talvez extraviá-los em condolências. Noites agitadas e camas frias. Boa noite e bem vindo à vida noturna e ao trabalho sobressalente. Ambos igualmente insalubres...