29 de set de 2011

Insatisfeito, o andarilho

As ruas já desertas há certo tempo denotam um ar de esquecimento não intencional. Pois o objetivo desta cidade, pequena e que visa imponência, é aderir ao movimento constante e às luzes de estabelecimentos vinte e quatro horas funcionais.

Um comida não necessariamente exótica ou demasiadamente saborosa cairia bem com esta vista da baía. Águas calmas enegrecidas pela noite e uma difusa luz proveniente da lua completariam um clima respeitavelmente agradável.

Pensei também em umas passarelas artificialmente iluminadas e praças com parquinhos multicoloridos. Mas, para resumir e ser breve, e reutilizando minha mania de sucinticidade, sugiro imortalidade a todos estes habitantes. 

Assim, creio que as pessoas parariam de se atentar em sobreviver e refletiriam sobre conceber imponentes, colossais e inovadoras construções em volta da baía.

25 de set de 2011

Ato descomplicado

Laços pessoais entre dois indivíduos sozinhos e potencialmente abordáveis são complicados. Pensara que duas concepções se somariam assim tão facilmente, mas, na verdade, ambas permanecem inertes em seus próprios locais rotineiros.

Uma xícara de café apresenta-se fumegante por minutos antes de esfriar, bem como seu conteúdo está em totalidade antes de ser consumido. Analogamente entende-se a duração ou concepção de um laço, compromisso ou descompromisso sério.

No mesmo exemplo, soma-se o fato compreendido entre saborear e aproveitar o momento mais quente da situação. E se há cafeína o ato é potencializado. Seguirá uma série de atitudes semelhantes, e tudo tenderá ao vício.

Talvez um vício de tomar e retomar desejado. Assim, tal ideia encontraria finalmente uma descomplicação.