29 de dez de 2010

Pulando as três cores, pois as ondas já passaram

Vermelho de uma paixão pela vida que se foi, dando lugar apenas à sobrevivência. Amarelo das cascas de bananas obtidas das lixeiras, moídas, e transformadas em um mingau matinal. É ouro. Branco das garrafas vazias de iogurte, que armazenam a água da chuva destinada para o banho. Ao menos, um banho em paz.

Mesa arrumada da melhor maneira. Um frango comprado quase de graça, já há bastante tempo abatido e descogelado. Refrigerante já foi mais barato, então lá está um suco com um ralo sabor de limão. É o seu refrigerante de limão. E um arroz trazido por um amigo, arroz pouco branco.

Fógos de artifício no ar, Ano Novo. E Vida nova apenas para os outros.