20 de fev de 2015

Overdose de café

As coisas deveriam ser mais simples e o mundo menos atormentado por questões que insistem em retardar nossa felicidade.

Sento na calçada, olho a grama, e penso na simplicidade das coisas, é tão confortável, entretanto, ao mesmo tempo tão sem graça.

Queria ter a fórmula do equilíbrio entre caos e a serenidade. Talvez eu precise mais de caos, e, os outros, de serenidade.

Na verdade, queria voltar dias atrás, em que éramos uma complexa mistura dos dois aspectos, com  constante demasiado desiquilíbrio, e ainda conseguíamos sorrir.

Só não devo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário